Réplicas de Melissa: 7 Motivos para você não comprar

réplica de Melissa

A pirataria é um problema sério no mundo todo, mas aqui no Brasil essa é uma prática ainda mais séria. Provavelmente você já deve ter se deparado com réplicas de Melissa em muitas lojas de rua e outros locais de venda desse tipo de produto.

Os vendedores garantem que é igual. Mas a verdade é que as versões “fakes”, além de não parecer com as originais, podem ser extremamente prejudiciais para quem as usa no dia a dia.

Antes de falar sobre os malefícios de usar calçados falsificados, é preciso explicar todo o investimento que é feito para o desenvolvimento de um produto original.

Muitas pessoas acreditam que determinados sapatos custam um pouco a mais apenas por conta da marca. No entanto, elas não levam em conta todo o trabalho envolvido por trás da fabricação do acessório.

A Melissa, por exemplo, manter várias equipes para desenvolver modelos que não sejam apenas fashions, mas também, anatômicos, confortáveis e duráveis.

Outro fator que pesa no desenvolvimento desses calçados é o material. Se você já comprou réplicas de Melissa no camelo, deve ter percebido que na primeira saída que você deu, ela machucou todo o seu pé, principalmente a região do calcanhar.

Isso acontece porque o plástico utilizado não é o mesmo do fabricante original. É bem fácil perceber pela falta de flexibilidade, excesso de brilho, e rebarbas que acabam ficando pela falta de maquinário adequado para sua confecção.

Muitos brasileiros acreditam que comprar produtos falsificados é uma maneira de pagar menos. Mas o velho ditado de “o barato sai caro” sempre se torna realidade. Você pode economizar uns 10% ou 20%, mas, no final das contas terá réplicas de Melissa nada fashion, desconfortável e que irá estregar com poucas semanas de uso.

Como a pirataria prejudica a indústria da moda

Quando falamos de pirataria, geralmente nos vem a mente a falsificação de trabalhos artísticos e de entretenimento, como filmes, CDs de música, seriados entre outros produtos do gênero. Mas, na realidade, um dos setores mais prejudicados por esse tipo de prática é a indústria da moda.

Em um primeiro momento, pode parecer que as falsificações só afetam as grandes marcas. Entretanto, estudando à fundo você verá que ela prejudica desde o design que desenvolver a peça. Até as pessoas responsáveis por sua fabricação.

Não é à nota que sempre vemos noticias sobre como a pirataria tem gerado a queda de empregos nos dias de hoje.

Se por um lado muitos consumidores acreditam que estão economizando. Por outro, milhares de pessoas estão perdendo seu ganha pão, por conta de uma economia que nem mesmo é real. Já que a qualidade do produto falsificado não justifica nem mesmo os preços cobrados.

Quando você compra uma cópia de Melissa, por exemplo, você vai conseguir afetar pelo menos 5 camadas da economia. Começando pelo lojista que paga mais para oferecer produtos de qualidade, e que perde vendas para pessoas que tem como único intuito ganhar dinheiro.

Fornecedores e a marca também são afetados

A segunda camada afetada é a dos fornecedores, que acabam tendo uma queda nos pedidos. Pois os lojistas não estão conseguindo vender o estoque. Em terceiro lugar você afeta as pessoas que trabalham na fabricação, que se esforçam diariamente para seguir os rigorosos padrões da marca, que garantem a qualidade do produto.

A quarta camada afetada é a própria marca é afetada com a queda na lucratividade, o que põem em risco toda a operação.

Mas, o grande afetado é o próprio consumidor, que acaba levando para casa algo que acha ser de boa qualidade e que irá suprir suas necessidade, quando na verdade não é bem assim que acontece.

Por isso, antes de comprar réplicas de Melissa, não deixe de ler o tópico a seguir e veja os 7 motivos para evitar esse tipo de compra e optar sempre pelo modelo original.

 

7 motivos para você não comprar réplicas de Melissa

réplica de melissa

Comprar uma réplica ao invés do produto original, só para economizar um pouco mais no bolso pode até parecer a melhor escolha a principio. No entanto, existem várias razões para você não cair nessa furada. E a primeira delas é:

1.    Comprar réplicas de produtos originais é um ato ilegal

Sim, muitas pessoas acreditam que só quem vende produtos falsificados pode se enquadrar no crime de pirataria, mas quem compra também pode sofrer consequências. Pelo menos é o que diz o artigo 180 do Código Penal Brasileiro.

Além disso, segundo o artigo 184 do mesmo Código, quem compra réplica ou qualquer outro produto pirata, também está violando os direitos do autor ou marca responsáveis pelo produto.

Mesmo que a pirataria, infelizmente, seja uma prática encarada como “normal” por grande parte dos brasileiros, é preciso ter em mente que ela é sim um ato criminoso e que deve ser evitado a qualquer custo.

Todos os envolvidos na compra e venda de produtos falsificados podem sofrer as penalidades previstas em lei, desde o vendedor até o consumidor final.

2.    Pode gerar problemas de pele

Outro motivo pelo qual você nunca deve comprar réplicas de Melissa é que esse tipo de falsificação pode gerar sérios problemas de pele. O material utilizado nesse produto não é de qualidade, e nenhum pouco preciso com o que é utilizado na fabricação das originais.

Ele acaba aumentando a transpiração, o que pode gerar dermatites graves nos seus pés. Isso sem contar em problemas como micoses e frieiras.

Sabe quando aquela prima ou amiga disse que comprou uma “Melissa” e que não gostou porque deixou o pé cheio de bolhas? Com toda a certeza o produto adquirido era fake.

As Melissas originais são desenvolvidas com um plástico especial, que é mais flexível e anatômico. Além disso, todos os modelos da marca foram desenvolvidos para evitar a transpiração em excesso, justamente para que as consumidoras não corram o risco de ter qualquer problema de pele.

Então, para garantir a saúde dos seus pés, jamais compre réplicas de Melissa.

3.    Pode deformar os pés

Você nunca teve problemas com calos, durante toda a sua vida. Mas, depois de comprar réplicas de Melissa eles começaram a aparecer e doer muito. O motivo desse problema ter se desenvolvido de uma hora para outra é o fato de você ter adquirido um calçado falsificado.

Essa história de que sapato é tudo igual não é verdade. Se as grandes marcas cobram valores um pouco mais altos tem um motivo, e é justamente porque existe todo um trabalho por trás do desenvolvimento de cada modelo de calçado.

A anatomia dos pés é muito delicada. Cada pequeno detalhe no design faz toda a diferença nesse quesito.

Réplicas de Melissa não possui nenhum tipo de estudo do gênero. Os falsificadores simplesmente veem um modelo na loja oficial e tentam criar algo “parecido”, sem considerar nenhum outro fator a não ser o lucro que terão com a venda desse produto.

Você pode começar tendo calos nos pés, mas se continua a utilizar calçados falsificados, poderá desenvolver problemas mais sérios, como joanetes, por exemplo, que precisam de interversão cirúrgica para serem removidos.

4.    Durabilidade baixíssima

Você comprou réplicas de Melissa. Em um primeiro momento ela parecia maravilhosa. Causava um pouco de desconforto, mas você só pensava no preço que tinha pago.

Mas, depois de um mês ela simplesmente estragou ou danificou no momento em que você mais precisava dela. E não foi à toa, mesmo que você não a usasse com frequência, o material de baixa qualidade não iria durar muito tempo.

Esse é um dos principais fatores que mostram como não é nada econômico comprar réplicas de Melissa. Por exemplo, digamos que você viu um modelo na loja oficial, por R$ 150,00. Já no camelo da esquina, você viu uma parecida, mas, por R$ 50,00.

Contudo, a falsificação que você comprou durou apenas dois meses, e você foi lá e comprou outra. Passadas 8 semanas, ela voltou a arrebentar, e você comprou a terceira imitação.

Ou seja, em menos de 6 meses você gastou o equivalente a Melissa original, mas perdeu três calçados.

Se logo no primeiro momento você tivesse comprado a verdadeira, você ainda teria o calçado em perfeitas condições de uso. E com a manutenção certa com toda a certeza ele iria durar alguns anos.

Então a durabilidade é outro motivo do porque você nunca deve comprar réplicas de Melissa.

5.    Você nunca terá o modelo desejado do jeito que ele realmente é

Provavelmente, ao comprar uma cópia de Melissa, você escutou do vendedor que ela é igualzinha a verdadeira, que nem mesmo uma melisseira reconheceria a diferença. Acredite, isso é uma grande mentira.

Os produtos falsificados nunca são 100% iguais aos originais, e o motivo é obvio, as pessoas que fabricam eles não fazem os mesmos investimentos em matéria-prima, maquinário, mão de obra e outros fatores que influenciam na aparência e qualidade.

É comum ver cores totalmente destoantes dos modelos originais, designs desleixados e com falhas, rebarbas no calçado, detalhes que faltam entre outros elementos. Mesmo que o falsificador tente ser fiel, ele jamais conseguirá o mesmo visual que a marca oferece.

Principalmente quando o modelo é assinado por algum estilista famoso. É o caso da Vivienne Westwood, que é responsável pela Lady Dragon. As melissas originais possuem uma riqueza de detalhes únicas, que não podem ser replicados por falsificadores, justamente pelo padrão imposto pela marca para garantir a qualidade de todos os seus produtos.

6.    Mau cheiro

Sim, esse é um dos problemas mais recorrentes na réplica de Melissa. Como ela não é feita com o plástico de alta qualidade usada pela marca oficial, gera um forte mau cheiro nos pés.

Ele ocorre por conta do excesso de transpiração. O material utilizado evita a ventilação, o que faz com que seus pés acabem transpirando mais e, assim, ficando com um cheiro nada agradável.

As Melissas originais, além de apresentar um plástico mais resistente e que deixa os pés transpirarem com facilidade, também possuem o característico cheirinho de Tutti Frutti que evita o problema de mau cheiro nessa região do corpo.

7.    Nenhum custo-benefício

Como explicado anteriormente, por conta da baixa durabilidade, a réplica de Melissa não oferece nenhum custo-benefício. Mesmo que você pague mais barato pela falsificação, o fato dela trazer todos os malefícios citados anteriormente, a tornam um negócio horrível.

Quando investe um pouco mais para comprar uma Melissa original, você está levando para casa não apenas a marca, mas também um modelo anatômico e confortável, com um design exclusivo, muitas vezes assinado por estilistas renomados. Além da segurança de comprar algo legal e com o visual único que apenas o modelo original da Melissa possui.

Por isso, nada de comprar réplica de Melissa!

 

Como identificar réplicas de Melissa?

réplica de Melissa

Nem sempre identificar réplicas de Melissa é fácil. Principalmente para quem não conhece muito a marca. Para lhe ajudar, separamos algumas dicas rápidas para que você nunca seja enganada. Confira:

1.    Logotipo

A Melissa original sempre vem com o seu logotipo nas solas e palmilhas de seus calçados. Além disso, a grande maioria dos modelos também vem com um pequeno M em metal na lateral.

2.    Cheirinho

Esse é inconfundível. O cheirinho de tutti frutti só é encontrado na versão verdadeira. Os falsificastes até tentam copiar aplicando perfume nos calçados. Mas dá para notar claramente o forte cheiro de álcool das falsificações.

3.    Cores

A marca, principalmente nas últimas coleções, tem trabalhado com palhetas de cores específicas. Já a réplica de Melissa normalmente tem cores berrantes demais. Ou totalmente desbotadas para tentar imitar os tons pastéis das originais.

Uma olhada com mais atenção já permite que você identifique esse detalhe.

4.    Rebarbas

Por fim, uma das melhores formas de identificar réplicas de Melissa é olhar se ela tem rebarbas. Se tiver alguma sobra de plástico, por menor que seja, pode ter certeza que o calçado é pirata.

Agora que você já sabe como a réplica de Melissa é prejudicial. E de que maneira identificá-la, não caia mais nessa armadilha. Compre sempre de lojas que trabalham com os modelos oficiais.

Facebook Comments